segunda-feira, 21 de setembro de 2009

AS TRÊS PENEIRAS DA SABEDORIA

Meia noite em ponto. Mais uma jornada na construção do templo terminara. Cansado por mais um dia, Mestre Hiram recostou-se sob o frescor do Ébano para o tão merecido descanso. Eis que subindo em sua direção, aproxima-se seu mestre construtor predileto, que lhe diz:

- Mestre Hiram... vou lhe contar o que disseram do segundo mestre construtor...

Hiram, com sua infinita sabedoria, responde:
- Calma, meu mestre predileto; antes de me contares algo que possa ter relevância, já fizeste passar as informações pelas “Três Peneiras da Sabedoria”?

- Peneiras da Sabedoria??? Não me foram mostradas. Respondeu o predileto.

- Sim... meu mestre predileto! Só não te ensinei, porque não era chegado o momento; porém, escuta-me com atenção. Tudo quanto te disserem de outrem, passe antes pelas peneiras da sabedoria e na primeira que é a da Verdade, eu te pergunto: Tens certeza de que o que te contaram é realmente a verdade?!

Meio sem jeito o mestre responde:
- Bom, não tenho certeza realmente, só sei que me contaram...

Hiram continua:
- Então se não tens certeza, a informação vazou pelos furos da primeira peneira e repousa na segunda, que é a da Bondade. E eu te pergunto: É alguma coisa que gostarias que dissessem de ti?!

- De maneira alguma mestre Hiram! ... Claro que não!

- Então a tua estória acaba de passar pelos furos da segunda peneira e caiu nas cruzetas da terceira e última, e te faço a derradeira pergunta: Achas mesmo necessário passar adiante essa estória sobre teu irmão e companheiro?!

- Realmente mestre Hiram, pensando com a luz da razão, não há necessidade...

- Então ela acaba de vazar os furos da terceira peneira, perdendo-se na imensa terra. Não sobrou nada para contar.

- Entendi poderoso mestre Hiram. Doravante somente as boas palavras terão caminho em minha boca.

- És agora um mestre completo. Volta a teu posto e constrói teus templos, pois terminastes teu aprendizado. Porém, lembra-te sempre: As abelhas construtoras do Universo, nas imundícies dos charcos, buscam apenas as flores para suas laboriosas obras, enquanto as nojentas moscas, buscam em corpos sadios as chagas e feridas para se manterem vivas.

Em resumo: procure fazer, pensar, sentir e falar aos outros aquilo que gostaria que fosse feito, pensado, sentido e falado a você, ou de você.
Procure não fazer, pensar, sentir ou falar aos outros, ou dos outros, aquilo que não gostaria que fosse feito, pensado, sentido e falado a você, ou de você.
Cuidado com os boatos.

Autor Desconhecido

16 comentários:

  1. Perdi a noção de como aqui cheguei em minhas andanças blogosfera a fora (ou a dentro?).
    Sei que não resisti a deixar este comentário que testemunha minha passagem pelo blog acompanhada da intenção de a ele retornar ainda outras vezes.
    Maçonaria é assunto envolto em muita falácia por parte de pessoas a quem não se pode levar a sério, de tanto que sua desinformação salta aos olhos.
    Nada irrelevante foi a influência maçônica na história do Brasil. Os boatos sobre maçonaria são de tal implausibilidade que não é possível dar-lhes qualquer crédito. Chagam a garantir que ela tem governo sobrenatural e sandices do gênero. Sequer conheço o interior das lojas maçônicas que dirá detalhes dos diversos ritos, já que não sou um pedreiro livre, mas daí a supor que possa haver qualquer verdade nos tantos delírios popularizados a respeito da maçonaria vai um grande passo que jamais darei.
    Segundo Schopenhauer, a quantidade de boatos em que um homem acredita é inversamente proporcional a sua inteligência.
    Os espalhadores de boatos nunca estão imbuídos de intenções das quais se possam orgulhar e se são aparentemente bem sucedidos é principalmente por conta da tremenda escassez de inteligência e do excesso de credulidade da parte de quem dá ouvido a coisas que dizem sem estas célebres peneiras. Gente sem critério, que faz pena.
    Conheci esta lição das três peneiras assim como possivelmente um sem número de outras inquestionavelmente úteis e verdadeiras sem sequer suspeitar de sua origem maçônica, o que torna minha primeira visita a este blog proveitosa em temos de informação.
    Entendo que o blog seja aberto e que assim sendo posso segui-lo, posso retornar a ele para mais ler e mais aprender coisas, quiçá para dialogar aqui.
    Por esta razão passo agora a segui-lo. Suponho que terá utilidade não desmistificadora, pois me ocupo de coisas melhores do que dar ouvido e crédito a quem não sabe do quê, mas fala. A utilidade é de saber mais de forma positiva e autorizada, construtiva, portanto. Isto sim me interessa.

    ResponderExcluir
  2. Andei lendo seu blog e gostei muito. Até deixei um comentário no post como ser maçom. Deixo aqui outro mais no intuito d vc James Couto. Dar uma lida assim q possível no meu blog. Em especial nesse post. Q dá mais o menos 30 páginas se for ajeitar no word.
    http://ojovemsonhador.blogspot.com/2008/07/principais-ensinamentos-do-guardianismo.html
    Esse post fala sobre minha filosofia d vida. O Guardianismo. Espero q leia e d sua opinião sobre o q escrevi, deixe um comentário no post. Só não vá ligar pras vezes q uso palavras vulgares q uso pra me expressar e pra os erros d digitação e português q ainda não corrigi nesse post. Eu t adicionei no msn. Qualquer dia espero tc com vc. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. S.'.M.'.?
    M.'.I.'.C.'.T.'.M.'.R.'.

    Parabéns ao Q.'.I.'. sobre o grande aprofundamento.
    Espero que continue em plena S.'.P.'.S.'.

    Um T.'.F.'.A.'.

    CR+C.'. 18º do R.'.E.'.A.'.A.'.

    ResponderExcluir
  4. Já conhecia a história das Três Peneiras, mas é sempre bom a gente relembrar algo que faça a gente refletir sobre o que fazer, pensar, dizer e por que não, agir.
    Se todos nós pensassemos duas ou três vezes antes de falar ou fazer algo de alguém ou contra alguém, este mundo com certeza seria bem melhor do que é hoje, continue postando belas mensagens, e que tenham um significado, que você vai fazer com que alguém não faça algo de ruim por lembrar do que você escreveu em seu blog.
    Parabéns,

    ResponderExcluir
  5. MAGNUM OPUS
    O Mantra do Infinito
    Autor: Orácio Felipe
    Descrição :
    Papai estava enfermo, sofrera um acidente. Ele havia afrontado Deus. Mas ele teria mais uma chance. Antes porém, haveria de ser iniciado, afim de que mudasse seus hábitos. O livro conta a história de um novo Cavaleiro do Templo e sua viagem. .´.

    www.clubewdosautores.com.br

    ResponderExcluir
  6. Caro Maçom;
    Não sei se é por motivo oculto mas nem mesmo quero revelar-me meu nome.
    Toda vez que entro na internet perco todo o meu direcionamento das minhas pesquisas, começo sempre com pesquisas acadêmicas, mas no final meu assunto final da pesquisa leio, mesmo sem saber o que significa, leituras que referem a Maçonaria. Tenho medo de ser hostilizado por voz por esta busca pelo conhecimento, mas estou a procura da luz, que todo o ser humano, na sede pela iluminação o faz. Sugeres-me algo? Existe luz no mundo profano? Ou a luz nos é transposta por outro ângulo?

    ResponderExcluir
  7. Louvado seja Deus meu irmão, muito sucesso e que muitos outros visitem seu blog, pois é, sem dúvida bastante esclarecedor. Espero um convite para ser maçon há muitos anos. Ainda não desistir não. Continuo tentando, porque acho uma vocação divina!! Louvado seja Deus! Um grande Abraço!
    Professor Pedro Avelino.

    ResponderExcluir
  8. Marcos Castilho Alexandre30 de março de 2010 20:07

    Parabéns pelo blog Ir.'., ele é muito virtuoso.

    "A virtude da alma é a sabedoria, que é o que a aproxima de Deus"

    Marcos Castilho Alexandre
    ARLS Fraternidade I de Pirituba
    Or.'. de São Paulo-SP

    ResponderExcluir
  9. A mais pura expressão de sabedoria que todos nós deveríamos seguir, antes de aceitarmos qualquer "informação" que pudesse mudar nossos conceitos ou nos conduzir à decisões emocionalmente incorretas.

    Esta reflexão é o "dever ser" de todos os Maçons.

    ResponderExcluir
  10. MARCOS CASTILHO ALEXANDRE - ARLS FRATERNIDADE I DE PIRITUBA30 de maio de 2010 21:08

    QUAL O VERDADEIRO SEGREDO DA MAÇONARIA?

    O verdadeiro Segredo Maçônico...
    É um segredo de vida
    e não de ritual
    e do que se lhe relaciona.
    Os Graus Maçônicos comunicam àqueles que os recebem,
    sabendo como recebe-los,
    um certo espírito,
    uma certa aceleração da vida
    do entendimento
    e da intuição,
    que atua como uma espécie
    de chave mágica dos próprios símbolos,
    e dos símbolos
    e rituais não maçônicos,
    e da própria vida.
    É um espírito,
    um sopro posto na Alma,
    e, por conseguinte,
    pela sua natureza,

    ...incomunicável.

    ResponderExcluir
  11. Marcos Castilho Alexandre30 de maio de 2010 21:10

    MARCOS CASTILHO ALEXANDRE
    ARLS FRATERNIDADE I DE PIRITUBA

    O verdadeiro Segredo Maçônico...

    É um segredo de vida
    e não de ritual
    e do que se lhe relaciona.
    Os Graus Maçônicos comunicam àqueles que os recebem,
    sabendo como recebe-los,
    um certo espírito,
    uma certa aceleração da vida
    do entendimento
    e da intuição,
    que atua como uma espécie
    de chave mágica dos próprios símbolos,
    e dos símbolos
    e rituais não maçônicos,
    e da própria vida.
    É um espírito,
    um sopro posto na Alma,
    e, por conseguinte,
    pela sua natureza,

    ...incomunicável.

    ResponderExcluir
  12. gneBOM texto,podemos fazer uma ótima reflexão,é uma lição de vida,poderia ser mais divulgada e com isto melhorar a vida de muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  13. http://maternidadecruel.blogspot.com/2010/09/ela-arrancou-filha-dos-bracos-do.html

    ResponderExcluir
  14. http://maternidadecruel.blogspot.com/2010/09/ela-arrancou-filha-dos-bracos-do.html

    ResponderExcluir
  15. Já conhecia a história das trÊs peneiras. Uma grande lição!

    ResponderExcluir
  16. Imagine se os furos das peneiras fosse maior, ai a maçonaria melhorava, os incopetentes, os ignorante, os metidos a sabichão, os burros e os idiotas passariam pelas peneiras ai a maçonaria voltaria alguns cem anos atrás e seria uma ordem que mereiam apláuso pela sua sabedoria, pela fratenidade epelo amor. Não como agora é uma vergonha só, só tem brigas uns querem ser melhor do que os outros é um tal de menospresar os mais fracos enfim são uns joão niguém, são uns Zé mané.

    ResponderExcluir

Ola, Obrigado por comentar, Volte Sempre!!

Regras:
- Não serão aceitos comentários contendo: palavrões, ofensas, ou qualquer tipo de discriminação!
- Não publicamos mais criticas negativas de "anônimos"! Para criticar, identifique-se!
- Os comentários serão respondidos aqui mesmo!